Valorização do MOOC no C.V

Segunda-feira, 11 Outubro 2021

Alguma vez se questionou se devia colocar o MOOC em que participou no seu C.V? Perguntamos à Landing Jobs que gere uma plataforma de recrutamento online para o setor das tecnologias de informação e a resposta foi "sim".
Venha descobrir como valorizar as formações em que participa.
MOOC no C.V

#1 O recrutamento tem vindo a mudar. Os processos seletivos são cada vez mais substituídos por plataformas online, que não permitem uma avaliação criteriosa entre as competências do candidato e as necessidades da sua função, principalmente nos processos seletivos que já não se focam no conhecimento e capacidade técnica. Quais são os principais aspetos que os Recursos Humanos procuram num colaborador?

[LJ] Os RH procuram aliar as capacidades técnicas do candidato ao culture fit da organização. Mesmo numa função mais técnica, o fit cultural e as soft skills assumem uma particular relevância.

#2 Um candidato quando apresenta numa entrevista o seu C.V, como deve evidenciar ao entrevistador as várias formações MOOC?

[LJ] No CV o candidato deve reservar um espaço para “Relevant Training" onde menciona os cursos que frequentou extra académicos. Em contexto de entrevista deve tentar concretizar mencionando exemplos práticos onde utilizou os conhecimentos adquiridos nas várias formações.

#3 Como valorizam os Recursos Humanos estas formações? Que questões pode o entrevistador colocar ao candidato sobre as mesmas?

[LJ] Os RH não valorizam de igual forma a formação académica e a formação profissional. Os RH podem questionar ao candidato no que consistiram as formações, que skills adquiriu e de que forma as colocou em prática se possível com exemplos ilustrativos.

#4 Para além das formações, que outras ferramentas podem enriquecer o CV de um candidato e fazê-lo destacar-se de outros?

[LJ] Depende da fase da carreira. Aos trainees sugiro que coloquem experiências de voluntariado, projetos extra curriculares e desportos praticados principalmente em grupo porque permitem o desenvolvimento de competências que têm aplicação no dia a dia de trabalho. Aos restantes, sugiro um breve resumo no topo do CV que mencione em três ou quatro linhas o que o candidato fez até à data profissionalmente. Adicionalmente pode mencionar as suas Key Skills como por exemplo: Data and goal driven mindset and solution oriented; Vast experience programming in Python, Positive and proactive attitude, etc. Uma carta de motivação personalizada pode fazer a diferença se for de facto personalizada. Se não o for, não tem qualquer efeito positivo.

#5 Que conselhos dá a quem está neste momento à procura de emprego? Como se deve preparar para a entrevista?

[LJ] Fazer uma pesquisa sobre a entidade empregadora no sentido de obter o maior conhecimento possível a seu respeito. Ao analisar a descrição do anúncio de emprego o candidato deve procurar os requisitos, skills técnicas e comportamentais e experiência mais relevantes e compará-los com os seus pontos fortes e mencioná-los ao entrevistador. Deve quantificar sempre que possível os resultados que obteve até então. É fundamental preparar-se para explicar de que forma os seus pontos fortes o conduziram ao seu sucesso.

#6 Destaca algum curso na NAU imprescindível para a valorização das qualidades do candidato?

[LJ] Introdução à Programação, Introdução à Publicidade Digital, Sustentabilidade Ambiental - Mobilizar, Observar e Operacionalizar, Educação para a Sustentabilidade e Introdução à Comunicação Digital.

Conheça as ofertas de emprego, disponíveis na Landing Jobs: https://landing.jobs/home