Migração e Saúde

A Humanização do acesso à saúde. Formar profissionais para cobrir necessidades e melhorar o atendimento das populações migrantes.

913 já inscritos | Disponível

Apresentação

As migrações são um fenómeno complexo e com consequências múltiplas para as agendas políticas dos países de origem e de destino e, especialmente, para os migrantes e respetivas famílias.

O processo migratório poderá impactar negativamente o estado de saúde dos migrantes, ao envolver condições de viagem precárias, muitas vezes seguidas por condições laborais, económicas e habitacionais inadequadas nos países de trânsito e de acolhimento.

Adicionalmente, os migrantes poderão enfrentar um conjunto de barreiras aquando do acesso aos cuidados de saúde (barreiras administrativas, informáticas, burocráticas e linguísticas), que afetam principalmente os migrantes em situação irregular.

Urge assim, implementar respostas adequadas às necessidades de saúde das populações migrantes o que, por sua vez, irá melhorar os resultados de saúde das comunidades de acolhimento, contribuindo para uma melhor integração.

O presente curso pretende dar uma abordagem geral da temática “Migração e Saúde”, ao abordar temas como: o fenómeno das migrações, estado de saúde dos migrantes, o papel da mediação intercultural, os aspetos psicossociais associados às migrações e o direito e acesso à saúde em Portugal.

Público-alvo

A formação está disponível a todos os interessados no tema. É dirigida especialmente a profissionais de saúde, estudantes, associações de migrantes, ONGs, organizações internacionais, IPSS e municípios.

Objetivos de Aprendizagem

No final deste curso terá um conhecimento mais aprofundado sobre:

  • Os diferentes tipos de migrantes, respetivas necessidades e vulnerabilidades em saúde;
  • Determinantes sociais da saúde;
  • A importância de adquirir competências de comunicação intercultural e trabalhar em proximidade com mediadores interculturais;
  • O impacto do processo migratório na saúde mental dos migrantes;
  • O acesso dos migrantes ao Serviço Nacional de Saúde, respetivos direitos e deveres;
  • A importância do trabalho em rede entre os profissionais de saúde e entidades de apoio social na comunidade.

Programa do curso

Módulo 1: Migração e saúde

Módulo 2: Mediação intercultural

Módulo 3: Aspetos psicossociais da migração

Módulo 4: Acesso e direito à saúde em Portugal

Carga Horária

O curso tem uma carga horária total de 12 horas, mas, consoante a sua disponibilidade, poderá fazê-lo em menos tempo.

Avaliação

A formação terá dois momentos de avaliação.

1) Perguntas de escolha múltipla durante e no fim de cada módulo, exclusivamente relacionadas com o conteúdo dos mesmos. Estas perguntas não geram um score (%) e não servem para fins de avaliação. Servem apenas como atividades interativas e de autoavaliação.

2) Perguntas de escolha múltipla no final da formação, referentes ao conteúdo de todos os módulos. Será gerado um score (%) de acordo com as respostas do participante.

Certificado

Para obter o certificado de participação, será necessário responder a todos os momentos de avaliação e ter como percentagem mínima 51% de respostas corretas.

Deverá ainda preencher a ficha de inscrição e o questionário de satisfação.

Ajuda

Para problemas técnicos que surjam, no momento em que está a utilizar a plataforma contacte:

Para assuntos relacionados com os conteúdos da formação, contacte: